Secção Museu
Página de EntradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes
Página de ENtradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes
ExposiçãoSubsecção ServiçosColecçõesBiblioteca
saltar menu: ALT+x
Apoio Pedagógico às Visitas Escolares »
Sugestões para a marcação de visitas
Apoio directo ao professor

Laboratório e Oficina de Restauro »


Rosto Romano - Imagem relativa à subsecção Serviços

Apoio Pedagógico às Visitas Escolares

Os Serviços Educativos do Museu Monográfico de Conimbriga
disponibilizam, através de marcação prévia, actividades
de carácter lúdico e pedagógico, assim como, promovem,
quando solicitado, um acompanhamento na preparação das
visitas de estudo, nomeadamente, aconselhamento e
fornecimento de materiais didácticos.

Actividades:

Caça ao Tesouro
Jogo de Pistas
Ateliers de Pintura, Modelagem de Barro e Elaboração
de Mosaicos Romanos





Sugestões para a marcação de visitas

A diferença entre um simples passeio escolar e uma verdadeira visita de estudo resulta da opção entre uma função meramente passiva ou uma atitude empenhadamente activa, por parte do(s) professor(es) que coordena(m) a actividade. Ora sucede que, frequentemente, num contexto de escasso diálogo entre os programas curriculares das escolas e os programas de educação dos museus, os alunos abordam a fase da realização da visita sem motivação nem orientação. Nessas condições, dificilmente poderão usufruir do património cultural.

O mesmo não se passa quando existe um processo de planificação, realização e exploração posterior dos resultados da visita. Se assim acontece, o trabalho feito, sem deixar de ser um espaço de divertimento e de alegria, adquire sentido. Colocado perante perguntas, caminhos e objectivos a atingir, o aluno torna-se activo na busca de respostas e na colocação de questões; os objectivos e as paisagens acabam então por ser vistos e entendidos, tal como se pretende, duma forma que enriquece, consolida e contextua os conhecimentos adquiridos nas aulas.

Conimbriga recebe, entre os mais de 100 mil visitantes anuais, cerca de 30 mil jovens em grupos escolares. Dar a estas visitas um carácter cada vez mais interessante e eficaz é um desafio a que não podemos deixar de responder. Porém, essa resposta só pode ser dada com eficácia, se for o resultado de uma colaboração empenhada por parte de todos os intervenientes.

Verifique telefonicamente a disponibilidade da data pretendida para a sua visita, antes de qualquer marcação. Não preveja visitas com mais de 100/120 alunos. Preferencialmente mantenha as suas visitas circunscritas a um pequeno número de turmas do mesmo nível de ensino.

Topo da Página


Apoio directo ao Professor

Para que uma visita de estudo seja eficaz, é preciso que os professores coordenadores conheçam minimamente o sítio a visitar. A partir desse conhecimento, poderão escolher, de entre as várias linhas de leitura e interpretação, aquela que melhor se adapta aos seus objectivos, determinando então quais as estratégias e os instrumentos necessários para a utilizar - através de uma motivação conveniente, uma realização organizada e uma exploração posterior que torne consistente o saber adquirido.

O apoio pedagógico que o Museu pode dar pretende ajudar os professores nesta tarefa e dirige-se essencialmente à organização de visitas de estudo escolares. Propomos assim que a estratégia da organização dessas visitas de estudo assente em três procedimentos que, embora a executar sem rigidez, consideramos essenciais para dar a conhecer os referidos locais:

1-Estabelecimento de um programa de actividades que, embora comportando um espaço de opção pessoal, oriente globalmente a visita e seja aplicável a grupos de trabalhos nunca maiores do que uma turma ou, preferencialmente, grupos de sete a dez alunos, cada um deles orientado por um professor.

2-Em diálogo com os Serviços Educativos do Museu ou com o CEFOP-Conimbriga, ensaio da planificação no terreno, antes da visita com os alunos.

3-Preparação de um plano de exploração dos resultados.

O apoio que se pretende prestar poderá tomar várias formas, de acordo com as necessidades particulares de cada situação e com o projecto educativo específico. O material disponível que contém informação suficiente e sistematizada para motivar e planificar uma visita, genericamente considerada, é o seguinte:

O “Guia das Ruínas”, que é o instrumento essencial de apoio à visita. Fichas de exploração da Ália, com cinco níveis de ensino distribuídos pelo pré-escolar, 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo e secundário e/ou o "Catálogo das Colecções" expostas.

O manual de regionalização do curriculum “O Oppidum de Conimbriga e as Terras de Sicó”, com informações a prestar durante a visita, assim como a descrição de percursos alternativos, mapeados e documentados ao longo das 8 unidades paisagísticas que constituem o roteiro;

Os produtos podem ser adquiridos directamente no museu ou solicitados via e-mail (visitas@conimbriga.pt).

Para a preparação da visita, os professores coordenadores terão acesso à consulta da Biblioteca do Museu e aos recursos multimédia disponíveis na Bilheteira.

De Conimbriga podem ser estabelecidos percursos complementares de descoberta das terras de Sicó, uma paisagem cársica ainda pouco conhecida mas com um património natural e cultural de grande valor e singularidade, utilizando para o efeito a articulação de percursos combinados, de autocarro e pedonais. Ou, ainda, efectuar uma visita ao "Circuito da Romanização" que contempla a torre de captação romana em Alcabideque e as Villas romanas do Rabaçal e Santiago da Guarda.


Topo da Página
English
2002 @ Museu Monográfico de Conimbriga / IPMWebdesign: Mediaprimer.pt