Secção Ruínas
Página de EntradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes
Página de ENtradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes saltar menu: ALT+x

Edifício das "Portas do Sol"

Escavação:
A escavação da zona E, por iniciativa
da Direcção Geral dos Monumentos
Nacionais, não pode ser precisada no
tempo. Deve ter-se iniciado depois de
1936, surgindo já representada em
plantas em 1962.

Documentação disponível:
Planta 1/100 (Virgílio H. Correia) de
1997. Plano pedra-a-pedra (1/50)
de 1997/1998.

Caracterização sumária:
Parte de uma ínsula de extensão
desconhecida.

Bibliografia da escavação:
Não foram publicados relatórios dos
trabalhos. Não se conhecem
referências bibliográficas.




Mapa das Ruinas de Conimbriga, com o Edifício das Portas do Sol selecionado
Planta do Edifício das "Portas do Sol"

Os restos arquitectónicos localizados no extremo Sul da zona E, mesmo junto da abertura (apócrifa) na muralha que ganhou a designação de “portas do sol”, constituem um pequeno edifício (pouco menos de 335 m2), incompletamente escavado, que parece responder, em pequena escala, ao mesmo tipo de organização arquitectónica da primeira fase da ínsula a Norte das termas, composta essencialmente por um pátio interior de planta irregular, a que se acede directamente desde a rua sem vestígios de portas ou outras entradas formais.

O pátio deste edifício parece ter sido interior, fazendo-se o seu acesso desde Leste, por uma espécie de corredor para onde se abriam várias divisões, uma das quais, situada a Sudeste, em plano elevado.

Retroceder
English
2002 @ Museu Monográfico de Conimbriga / IPMWebdesign: Mediaprimer.pt
Planta do Edifício das "Portas do Sol": este link abre uma nova janela